"Apenas faça me sentir especial e faça eu me sentir amado; me faça sentir algo. Ultimamente a vida me deixa entorpecido. Eu só quero te abraçar o tempo suficiente para que você não se canse de me dizer: eu te amo tanto." - gnash.

Eu nunca precisei de um colar de ouro, nem de um anel com uma pedra preciosa. Nunca precisei ganhar algo caro para me sentir bem ou melhor. Na realidade, eu nunca nem esperei por algo assim. Não vindo dele; nem mesmo queria ele pensando, queimando a cabeça para descobrir algo que eu gostaria de ganhar. Eu sempre valorizei mil vezes um poema escrito com todo o coração e enviado do nada. Sempre admirei o "eu te amo, não esquece nunca" no meio do dia, inesperadamente (ele dá até um certo ânimo para aquele dia sacal). Eu sempre sonhei com alguém que soubesse exatamente o que se passa na minha cabeça, que soubesse das minhas necessidades. Eu sempre precisei de alguém que me compreendesse, que não fugisse quando conhecesse o meu verdadeiro caos e que fizesse questão de ficar e me ajudar a organizar tudo. Muito embora eu não soubesse de nada disso, era exatamente isso que eu esperava em alguém.
Esperei por tanto tempo. É certo que ainda há muito o que viver, mas chorei incontáveis vezes por pessoas que não valiam a pena. Eu achei que nunca encontraria alguém como ele. E eu nem mesma sabia que seria ele, mesmo o vendo todos os dias passar, daquele jeito que tornava inevitável o meu olhar sobre si. E eu não precisei ir; ele veio até mim. Ele me mostrou o quanto a vida consegue ser bonita com tão pouco; um sorriso ao nascer do sol, um beijo de boa noite, um abraço forte na tentativa bem sucedida de fazer os problemas irem embora. Ele diz que eu o tirei do fundo do poço e não sabe onde estaria agora se não fosse por mim. Mal sabe ele que foi ele quem me salvou.
Hoje, eu compreendo a ligação de namorados. Eu entendo o quanto essa pessoinha é importante, o quanto ela é necessária. É uma necessidade fora do normal: querer estar perto, sentir o cheiro (e ficar feliz quando ele impregnar em seu próprio corpo), abraçar o mais apertado possível, beijar até esquecer o próprio nome. Eu encontrei nele sonhos para o futuro. Encontrei um amigo, um confidente, um cúmplice, o melhor beijo, o abraço mais confortante, as mãos mais carinhosas, a maior saudade logo que ele se vai e a voz mais gostosa de se ouvir antes de dormir. 
Eu não sabia de nada disto, mas era exatamente isso que eu esperava em alguém.

A citação antes do texto é de um cara que estou muito viciada esses dias. gnash é seu nome e eu sei que ele é desconhecido, mas é incrível. Suas músicas me fazem entrar em outro mundo e eu estava ouvindo Ilusm (que é de onde eu tirei o trecho) enquanto escrevia o texto. Recomendo!


Deixe um comentário