Já senti um medo horrível de amar, de deixar que todo aquele sentimento tempestuoso se apodera-se de mim, tomando meu coração para si, sugando tudo e dando-me doses de riso adolescente. 
Não queria voltar para os meus 12 anos, onde me apaixonava pelo tempo e o céu, deixando que todo aquele grande universo tomasse conta de mim e guardasse meus segredos. Eu amei o senhor do universo por tempo demais e vi que não posso te amar. Pois não irei aguentar ver outro amor partir.
Perdi muito tempo no teu calor, contando os seus suspiros que significavam tanto amor para mim, como se tudo estivesse causando uma grande infecção generalizada dentro do meu sistema. E não posso, nem irei, aguentar te amar, assim como amei o tempo, e me perdi nele e não consegui me encontrar. 
Por isso, serei eu a pessoa que irá partir.


Nota: Esse pequeno texto tem muita base em "Ventos de Netuno" do 5 a seco (que recomendo muito), e espero que tenham gostado porque fiz com muito amor.


                                                                                                                                                                                                                              

Deixe um comentário