Estamos no século XXI, onde gays, lésbicas, bissexuais e transexuais tem o seu espaço de direito(ou pelo menos é para ter). E com isso a liberdade para criar sobre esse tema cresceu gigantescamente, seja na indústria cinematográfica quanto na literatura, mesmo assim o mais comum é encontrar livros e filmes de romance heterossexual. E apesar de ser não meu tipo de livro favorito, já tive a experiência de ler uma história que mesmo não sendo o foco central, mostrava duas meninas em uma relação, e o livro era fantástico (só não vou falar o nome dele aqui. Pois ela ser lésbica é spoiler). E que muito provavelmente nós, deixamos de ler histórias fantásticas por não necessariamente nos identificarmos com a história de amor dos personagens. Por isso, hoje trouxe 3 livros com essa temática que são realmente famosos, mas claro, existem muitos outros, desde contos a romances.


1. Dois Garotos se Beijando

                      
David Levithan, é um dos maiores autores em relação a temática LGBT, ele está sendo muito importante nesse meio, se voltado para o público adolescente. Eu ainda não li nenhum de seus livros, mas já dei uma pesquisada e a maioria das críticas são positivas, principalmente para o seu título mais recente: "Dois Garotos se Beijando".


Sinopse: Do mesmo autor do best-seller Will & Will e Todo Dia. Do lado de fora da escola, ao ar livre, rodeados por câmeras e por uma multidão que, em parte apoia e em parte repudia o que estão fazendo, Craig e Harry estão tentando quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Craig e Harry não são mais um casal, mas já foram um dia. Peter e Neil são um casal. Seus beijos são diferentes. Avery acaba de conhecer Ryan e precisa decidir sobre como contar para ele que é transexual, mas está com medo de não ser aceito depois disso.
Cooper está sozinho. Passa suas noites em claro, no computador, criando vidas falsas online e seduzindo homens que jamais conhecerá na vida real. Mas quando seus pais descobrem seu passatempo proibido, o mundo dele desaba. Cada um desses meninos tem uma situação diferente. alguns contam com o apoio incondicional da família, outros não. Alguns sofrem bullying na escola, outros, com o coração partido.
Mas bem no centro de todas as histórias paralelas está o amor. E, através dele, a coragem para lutar por um mundo onde esse sentimento nunca seja sinônimo de tabu.


2. Azul é a cor mais quente.


                       
Azul é a Cor Mais Quente com certeza é o livro mais famoso dessa lista, por causa do burburinho que foi a adaptação cinematográfica. O que mais me interresa no livro é por ele ser graphic novel, ou seja, em quadrinhos, e pela forma que é feita, com o visual todo em preto e branco e só o azul do cabelo da Emma (creio eu que seja ela) se destacando.

Sinopse: O livro conta a história de Clementine e, uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota de cabelos azuis. Atráves de textos do diário de Clementine, o leitor acompanha o primeiro encontro das duas e caminha entre as descobertas, tristezas e maravilhas que essa relação pode trazer. A novela gráfica foi lançada na França em 2010, já tem diversas versões, incluindo para o inglês, espanhol, alemão, italiano e holandês, e ganhou em 2011, o Prêmio de Público do Festival Internacional de Angoulême. Em tempos de luta por direitos e de novas questões políticas, AZUL é a COR MAIS QUENTE surge para mostrar o lado poético e universal do amor, sem apontar regras ou gêneros.

       



3. Will & Will

                             
Will & Will também é um dos livros mais famosos nesse meio, principalmente por ter o John Green em colaboração com o David Levithan. Algumas amigas minhas já leram e as opiniões são bem dívidas, umas dizem que amaram e outras que odiaram.

Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra...Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes complementes diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.




                                                  



Deixe um comentário