"World Trip" nada mais é que: viagem pelo mundo, que muitos livros entraram na onda. Mas nessa lista, necessariamente não são histórias que contam uma viagem pelo mundo ou por vários países, mas foca em conhecer outros lugares, não tanto para os personagens, mas sim para o leitor, que viaja com todos os detalhes descritos.


1. Paixão
                                    
Paixão é o 3 livro da série Fallen - que tem filme previsto para este ano - e é uma viagem no tempo e no espaço. Já que Luce volta por meios de "sombras" para ver toda a sua história com Daniel durante os séculos, sim, séculos. Luce passa por vários países, como Itália, França, México etc. Não consigo lembrar de todos ou posso ter errado algum, pois já faz um tempo que li. Mas super recomendo, pois além de conhecer novas culturas, o livro tem uma reviravolta de arrepiar e um romance de suspirar.
       
2. Cidades de Papel 
                   

Cidades de Papel, é um livro que particularmente gosto, apesar de ver muitas críticas negativas. No livro conhecemos muitas cidades que provavelmente nunca conheceríamos, e é super legal pro leitor assim como o Quentin, descobrir as coisas aos poucos e tentar interligar tudo. Também este ano, terá a adaptação cinematográfica e falamos mais sobre ela, aqui. 

        
3. Fazendo Meu Filme
      
     

É, admito, não li Fazendo Meu Filme. Mas tenho amigas maravilhosas que leram e me contaram que Fani viaja para a Inglaterra (creio eu, que no 2 livro) e lá conhece até um namorado, Christian. E depois parece que nos outros livros ela também viaja para os EUA. E é super legal ter essa visão de uma brasileira fora, pois além de tudo, é o sonho de muitas jovens.

4. Aconteceu em Paris 
                                     
Antes, tenho que dizer uma coisa: Novo Conceito, todo mundo sabe que você é uma ótima editora. Então faça o favor de produzir capas melhores, pois a capa também faz parte do conjunto da obra, e se eu fosse comprar esse livro julgando pela capa, tenha certeza que ele continuaria na livraria. Agora voltando, depois do meu desabafo. Aconteceu em Paris é lógico que ocorre na cidade dos namorados, e por aí já se tira todo o tom da história. Mas não posso falar muito do livro, pois eu não li, nem minhas amigas. Mas baseada na critica, o livro deve ser muito bom.
    
5. Desculpa se te chamo de amor  


                                        
     
"Desculpa se eu te chamo de amor" se passa na Itália, mais especificamente em Roma. A história  conta sobre Niki, uma jovem de 17 anos e Alex, de 37 anos, então já se tira por aí, provavelmente um dos maiores conflitos da trama. Não li o livro, mas a crítica elogia positivamente, não só o romance em si, mas a descrição de Roma. Para os cinéfalos de plantão, o livro já tem uma adaptação chamada "Lição de Amor" e um segundo livro, chamado: "Desculpa, quero me casar contigo", que também tem uma adaptação.





Uma carta para quem agora ocupa o coração do amor da minha vida.
Eu queria amá-la como nunca amei ninguém. Não, mais. Eu queria que ela fosse amada como nunca foi ou será por você. Queria cuidá-la para sempre, dar a ela todas as alegrias que pudesse. Desejava mostrar para ela que a vida pode ser o quão difícil for, e eu continuaria ali, para protegê-la, preocupar-me e fazê-la feliz. Ela coloca a cor dentro do meu mundo, e isso começou justamente quando tudo estava sombrio demais para suportar. Descobri que queria ela nessa vida, e se pudesse nas próximas, também. Mas ela é como um labirinto onde todas as paredes mudam continuamente, e eu fiz tudo  que eu posso para estar em seus passos. Só que as coisas aconteceram rápido demais e desandaram, ao ponto de que só agora eu me toquei de como a perdi. Talvez não tenha nada a ver comigo. 
Eu ainda lembro-me da primeira vez que a vi. Ela brilhava como o sol, com luz própria. Ela tinha sua própria graça, seu próprio jeito de tratar as pessoas e uma voz... Uma voz que eu nunca havia imaginado que pudesse existir. Lembro-me que conversei sobre amor pela primeira vez com meu pai quando eu passei a gostar dela. E ele me disse: Garotos podem se quebrar. Você vai descobrir o quanto podem suportar. Garotos serão fortes e aguentam firme, mas os meninos não seriam nada sem o calor de um bom coração de mulher. Meu pai nunca dissera maiores verdades, e eu só percebi isso quando a vi escorrendo por minhas mãos. Quando a vi ao seu lado e pensei que meu mundo havia caído. 
Apesar de todo o amor que eu sinto por ela, ela decidiu afastar-se de mim para ficar com você. Ela o ama, eu vejo. Vi aquele brilho no olhar dela por anos comigo, e agora vejo o mesmo brilho quando ela olha para você. Você é o cara mais sortudo do mundo, saiba disso. Cuidado com ela. Ela pode não me amar mais, mas ela nunca deixará de ser meu anjo. Ela é inesquecível. Eu amei antes dela, amarei mais depois. Mas ela é daquelas inesquecíveis, entende? E em nome de todos os homens cuidando de cada menina, você é o deus e a gravidade do mundo dela, agora. Faça de tudo para fazer jus a este cargo. Não machuque-a. Nunca.
De um cara apaixonado.

Nota: Há um tempinho eu não escrevia nem na voz masculina nem com trechos de outra música. Então, para esse texto, juntei os dois. A música de hoje é Daughters, do John Mayer. Eu não sei descrever o quão apaixonada eu estou/sou por essa música, e precisava escrever algo inspirado nela. Até a próxima! xoxo,



      
       
Realmente não sei por que tenho essa sensação ruim. Na verdade eu sei, mas tento não pensar que isso me faz sofrer. Amanhã é seu aniversário e eu não faço a mínima ideia do que falar ou se você vai atender. A ideia de não poder falar com você me machuca, pois não é uma escolha minha, talvez nem sua. Mas é chato tentar ligar e toda vez cair na maldita caixa postal, e se eu realmente precisasse de você? Se eu tivesse morrendo e quisesse falar com o senhor? Simplesmente não poderia por que você não me atende mais? Acredito que faz mais de um mês que nos falamos pela última vez, e foi para avisar que você estava indo embora, que queria que pegasse um ônibus durante um período longo livre e passase 8 horas dentro de um transporte pra te encontrar. O pior é que eu sou disposta a tudo isso e provavelmente farei, apesar de preferir está em casa.
Eu não costumo falar muito sobre isso com as pessoas, sei que é chato, a repetição da mesma coisa direto, e por que eu escolhi ser feliz e não ficar me lastimando todos os segundos. Só que são nesses minutos, que preciso liberar essa parte de mim e me livrar desse mal nem que seja por só poucos momentos. 
Segunda-feira eu tentei ligar pra você, como de costume, deu caixa postal. Era um dos momentos mais importantes da minha vida e eu não consegui ouvir uma palavra sua. Isso cansa, sabe? Mas descobri que a minha vida vale muito mais que isso e que talvez eu não precise de você. Amanhã eu tentarei ligar, mandar uma mensagem também, só espero que você atenda, ou mesmo leia. Pois mesmo que meio "estragada" que sou, não deixo de ter esperanças no senhor.


                                                                                                                            Daughter, 

            
      


Diferente de todas as adaptações recentes de contos de fadas, Cinderela segue o tradicional, fugindo do tom sombrio ou voltado para o lado bem feminista. Porém, não deixa de ser encantador, com imagens que nos enchem os olhos e faz suspirar.
O filme cai bem tanto para o público infantil quanto para o adulto, pois trás todo o tom fantasioso para as crianças e uma filosofia de vida para os mais velhos.
A história em si não tem nada de surpreendente, mas como boa apreciadora dos contos de fada, gostei muito, acredito que já existem tantas versões que são o inverso dos contos, que o tradicional se tornou o diferente. O que me faz acreditar que as próximas produções da Disney serão do mesmo estilo ou se amarraram no lado feminista, o que eu acredito que possa acontecer com a versão live-action de ''Mulan''.


O visual do filme é sensacional! Olha esse vestido e todos os efeitos! É como se realmente entrássemos em uma época de conto de fadas. É super legal ver o trabalho que eles tiveram com os mínimos detalhes, como no caso do vestido que foi muito trabalhoso de ser produzido. Mas sem dúvida todo o trabalho valeu a pena.

Não poderia acabar esse post sem falar sobre as atuações, que particularmente gostei muito. Lily James consegue dá um tom inocente porém não burro à Cinderela, e Richard trás um tom encantador ao príncipe, com aquele ideal de justiça e verdade. Cate interpreta a madrasta bem, dando aquela ponta de nojo no espectador.


                                                                     



Não é rumor, muito menos aquelas brincadeirinhas de sem graça com gostinho de 1º de Abril. Fora confirmado hoje (22) que a ex-trilogia A Seleção ganhará adaptação para os cinemas! A agora série tem seus direitos nas mãos da Warner, que dera a responsabilidade da adaptação para Katie Lovejoy
Essas são as informações que temos por ora, mas calma! Kiera postou o seguinde tweet hoje, depois de todas as perguntas que estavam sendo feitas à respeito da notícia:

Numa tradução bastante amadora, ela disse: "Além disso! Alguns de vocês fizeram ótimas perguntas sobre #SelectionMovie. Vou organizar um post hoje ou amanhã. Mas eu tenho que alimentar os meus filhos agora!". Eu quero ser essa mulher quando crescer.
O nosso blog é fã da série e tem acompanhado os passos de Kiera há um tempo. Temos resenhas postadas, postagem falando da visita de Kiera à Fortaleza e tantas outras coisas que você pode conferir aqui. Inclusive, assim que a autora postar novidades sobre o filme, estaremos aqui atualizando o post para mais novidadess! Então é isso. Assim como nós, você pirou com a notícia? xoxo,



Olá, adormecidas. Estamos com mais um ''Desejo Literário'' onde eu trago agora 5 livros que estão pedindo para serem comprados, mas como sempre, eu nunca sei qual comprar primeiro. Então novamente fiz meu top 5, onde com certeza eu esqueci algum livro e coloquei outro só por colocar. Santa memória!


5. Guerra Civil 
Sou meio suspeita para falar desse livro, pois to paquerando ele desde a bienal, onde não tive como comprar e eu ainda implorei ao homem. Quero livros grátis!



4. Ligações

Soube sobre "Ligações" num vídeo resenha que assisti e me apaixonei pela história, mas deixei de lado pois parecia que não tinha chegado ainda no Brasil. Então um belo dia, rondando o Twitter do Adormecidas vejo a divulgação da Novo Século da capa do livro e de novo eu me apaixonei. Principalmente por que a Rainbow Rowell está entre as autoras que eu preciso ler. EU PRECISO! Vocês deviam mandar livros para mim, só acho. Façam um favor a caridade. Obrigada, de nada.


3. A garota que você deixou para trás 
Desde que li "Como eu era antes de você", baixei em e-book "A garota que você deixou para trás", e como to lendo no momento Os Heróis do Olímpo, o livro ficou para outro dia, mas isso não impede dele está aqui na minha lista. Principalmente por que a história se passa no período da guerra e eu sou fascinada por histórias sobre esse período que abalou casais, famílias e vidas. Fora que a Letícia lleu e amou, e em breve se tudo dê certo ela posta a resenha.




2. Laranja Mecânica 
Fiquei meio receosa em colocar esse livro aqui, pois estou meio que em relação de amor e ódio. Pois depois de tudo que eu ouvi falar sobre o livro e o filme, mostra que ele é bem pesado e eu sou meio paranóica, mas ao mesmo tempo gosto de tentar entender como é uma mente tão perturbada e por causa de todos os acontecimentos da época. Fora que é um grande clássico.



1. A Herdeira 

Bom, infelizmente, eu tenho que esperar até maio para finalmente ler "A Herdeira", mas isso não impede minha ansiedade como fã que sou pela série "A Seleção". A pré-venda já começou e eu estou a ponto de sair correndo para cima da minha família para comprar. Só mais uma coisa: sabemos que a história se passa 20 anos depois dos eventos de "A Escolha" e Deus, eu espero que a Eadly não seja tão burra quanto a America, por favor!


                                                                           




           Então, passei a amar. Proibida e deliciosamente. Não podia me entregar tanto a uma coisa tão distante da minha realidade. Distante, mas a mais bela e mais confortadora. Sim, a pessoa que mais consegue me confortar nos momentos mais não-lúcidos. Surgiu justo quando tudo começou a falhar, cair, dar errado. Uma pessoa totalmente diferente de mim, que gosta de tranquilidade e paz, enquanto eu gosto de agito. Uma pessoa inteligente e bem vivida, enquanto eu não sei de praticamente nada. Uma pessoa que me completaria, mesmo que eu nem devesse pensar na mínima possibilidade de ficarmos juntos. É errado, é fora de questão e é algo totalmente utópico. Mas posso estar completamente apaixonada.
           Uma pessoa inesperada. Uma pessoa que eu nunca esperei que fosse ter alguma coisa, e que fosse ficar frustrada em saber que nunca poderemos ter nada. O que as pessoas iriam dizer? Qual seria a repercussão de tudo isso? Essas perguntas me assombram a cada dia que passa e que me sinto mais apaixonada. Sinto-me totalmente envolvida nessa nova história, logo quando eu precisava esquecer de tudo para voltar a viver. E ele surgiu.
           Havia esquecido como é bom esse início. Descobrindo coisas novas, medo do que vão pensar e satisfação em sentir. Mesmo que eu tenha quase certeza de que o fim será extremamente doloroso, dos dois lados, pois posso estar acabando com uma amizade, ou até mesmo guiando minha vida para um lado errado. Contudo, mesmo assim, é bom. É bom sentir que posso me pôr nesse risco mais uma vez, por mais diferente que agora seja; é bom sentir que tenho alguém para pensar todos os dias, para admirar as qualidades e amar até os defeitos, para conversar a qualquer hora em que me sentir mal, para ajudar quando ele também precisar. É o meu oposto, eu sei. É errado, e eu sou a que mais sei disso. Mas é paixão. E o meu peito iria explodir se eu não dissesse isso.


Ontem, 6 de abril, Nina Dobrev, de The Vampires Diaries, anunciou sua saída da série após 6 anos no show. Mas tudo indica que a série continuará com os irmãos Salvatore, já que a The CW, emissora da série, já confirmou a 7 temporada.
Com essa noticia que abalou os fãs, decidimos fazer um especial desses 6 anos de Nina na série, para matar essa saudade antecipada que já sentimos. Lembrando que ainda faltam 5 capítulos para a 6 temporada finalizar, que volta dia 16 desse mês.

1. O começo 


A série mal tinha começado e já estávamos embaladas por Stelena e depois Delena chegou desestabilizando TUDO. E podemos ver Nina bem novinha, tendo o seu primeiro papel de destaque e já arrasando como protagonista.



2. Nos proporcionou dois dos melhores shippers (para não ter briga) e brigas sensacionais entre Stelenas e Delenas.


Concordo que essa parte deveria ser escrita por uma Stelena shipper, porém, não conheço uma disponível no momento. Stefan e Elena aconteceu bem no começo e durou algumas temporadas com vários ''eu te amos'', ''para sempre'' , humanidade desligada entre várias outras coisas. Até hoje rola várias brigas entre Stelenas e Delenas que me fazem rir por horas. 




Agora chegou a hora do meu protesto! Sou sim uma Delena shipper, daquelas que choram e sinceramente tudo o que passa na minha cabeça são fins ruins pra esse casal que eu aprendi a amar. E assim como eu, muitas fãs estão revoltadas. Por que o para sempre foi prometido e não se quebra uma promessa!
Agora saindo do protesto. Delena foi bem um casal de redenção, daqueles que das 6 temporadas só foi de fato acontecer na 4 temporada, com um amadurecimento e mudança nos personagens, que nos levaram a cenas lindas com Nina e Ian que exalam química. Me deixem chorar!

(Obs: É o casal que tem a MELHOR trilha sonora)

3. Múltipla

                                          

Nina Dobrev, durante esses anos na série não teve um trabalho fácil. Nina além de ser Elena, foi Katherine, Amara, Tatia, Elena sem emoções, Katherine figindo ser Elena, Katherine no corpo de Elena, entre tantas coisas que é difícil lembrar.


4. As declarações
                     

Além dessa declaração linda (sim, é delena), Elena por todo esses anos falou e escreveu coisas realmente inspiradoras, como: ''Querido diário, eu não poderia estar mais errada, eu achei que poderia sorrir e seguir em frente, fingir que esta tudo bem. Eu tinha um plano, eu queria mudar quem eu era e levar a vida como uma pessoa nova, sem passado, sem a dor de alguém que viveu, mas não é fácil. As coisas ruins ficam com você, elas seguem você. Não da pra escapar, por mais que se queira. Só podemos mesmo nos preparar para o bem, e quando ele chegar podemos aceita-los, por que precisamos dele. Eu preciso.''


5. Amizade 




A amizade entre Bonnie, Elena e Caroline, apesar dos altos e baixos, sempre foi verdadeira e algo que é difícil ver hoje em dia. E podemos ver-las amadurecendo desde a 1 temporada até a atual. Então olhamos para trás e percebemos que não só elas mudaram ao longo dos anos, nós também.


6. A evolução



Durante esses anos, não vivos apenas a evolução de Elena, mas também de Nina, que se tornou uma mulher. Além de que podemos ver pequenas diferenças que torna visível o quanto amadureceram e que não são apenas vampiros metidos em encrenca voltados para o mundo teen.



Nota: E fim! Estou guardando minhas lágrimas para a season finale. Então no momento minhas emoções estão desligadas. Realmente, to muito confusa com o que aconteceu e queria poder ler mentes, para entrar na cabeça da Julie Plec e descobrir tudo o que irá acontecer. Queria ter uma máquina do tempo, também!


                                                                        





Ultimamente tenho achado desculpa de qualquer besteira para chorar. Por que não é só por uma coisa, é por várias. É por que esse ano ta uma porcaria e eu realmente queria voltar para o passado, por que tudo parece errado agora e a muito tempo eu não sorrio olhando para as pessoas que me fazem sorrir. Não aguento mais decepcionar as pessoas e ser uma pessoa chata. Não aguento mais a ideia de que a todo momento eu possa ficar sozinha. Por que meu pai, já desistiu de mim há muito tempo e mesmo eu fingindo não ligar, doí, muito, como nunca doeu, pois eu escuto a voz dele contida dizendo que foi embora, e é péssimo saber que mesmo que eu não visita-se ele, não vou poder ver ele em 30 minutos e sim em 8 horas. O pior de todo, é saber que ele desistiu de tudo, não só de mim. O pior não é isso, o pior é essa saudade que eu sinto, saudade que ta me corroendo aos poucos. Saudade do meu bisavô, que foi uma das únicas pessoas que acreditou em mim por um bom tempo e tava lá em todas as horas que eu precisava, sinto saudade dele, e eu sei que tomamos rumos diferentes, mas eu tenho medo de nunca mais poder ver a face envelhecida dele. E eu me vejo sozinha, mesmo com tantos familiares em volta, mas com poucos que realmente me amam.
Ta tudo vazio e eu não aguento mais isso. Não aguento os gritos dos meus colegas de classe ou não poder derramar minhas lágrimas. Ou simplesmente ver todos desistindo, desistido de pequenas coisas que me fazem feliz. Todo mundo passa pelos seus dramas na vida, e eu sei que esse é só o primeiro de muitos. Mas eu só queria que esse ano acabasse pra poder sentir que eu poderia começar de novo. 
Mas sei que é covarde pensar em jogar tudo por alto e que existem problemas muito maiores que o meu. Só que eu não controlo o vazio do meu peito e fico pior por que nada é para sempre e parece que descobri isso agora! E sabe eu não to preparada pra perder ninguém ou ver pessoas saindo de novo da minha vida. Não to preparada pra nada. Eu sou fraca, choro por tudo e por todos e o pior é que ninguém entende! Sempre falam que é só mais uma boba fazendo drama.
Sinceramente, quero voltar a acreditar nas coisas, a acreditar principalmente em mim e realmente perceber que esse é o começo, não o fim tão aparente. 



Nota: Textos da madrugada sempre são rejuvenescedores, e nos faz extravasar tudo. Agora mudando de assunto, só queria compartilhar o sofrimento do que ta sendo fazer parte de fandom ultimamente!! Não que o texto seja sobre isso, mas é incrível como nesse começo de ano ta tudo meio que se rompendo, como a saída da Nina de TVD, entre outras coisas. Vamos bater na madeira, por que parece ser macumba!

                                                                     



Em outubro do ano passado, fiz um post falando sobre o mesmo assunto, mas até então, algumas partes da notícia ainda eram rumores e no post há algumas passagens erradas. Recentemente, saiu a confirmação de que, sim, haverá a série! A bilheteria da adaptação cinematográfica do primeiro livro não fora boa e os fãs ficaram totalmente decepcionados com a fuga da ordem da história. Então, tendo em vista isso, a Constantin Films, que produziu o primeiro filme, possui os direitos da saga e irá transformá-la em série de TV.
O presidente da produtora, Martin Moszkowicz, disse que tiveram de deixar muita coisa de lado no filme (na minha opinião, eles na verdade colocaram coisas até demais). Martin acredita que na série eles terão a chance de explorar muio mais do universo da saga. A produtora tem passado por alguns grandes fracassos em suas produções, e transformar a saga em série seria uma forma de incentivar um novo avanço para a empresa. 
No primeiro post que fiz, disse que o ator que interpretara o Jace Herondale seria o mesmo na série de TV. Contudo, com a notícia que saiu confirmando a série, li que não seria o mesmo ator (choros). 
Essa notícia trouxera uma nova alegria à cada shadow hunter que ainda crê na adaptação da história para a telinha. Esperamos que dessa vez, sigam à risca a história e que a série faça, realmente, sucesso. É isso e até a próxima! xoxo.





Não será a primeira vez,
Muito menos a segunda ou terceira. Nos decepcionamos vezes demais, e às vezes chegamos a jogar tudo para cima pois perdemos o encanto nas coisas. Temos medo de confiar, nos entregar, e no fim nos decepcionar novamente. O problema é que por mais que tentemos não confiar nas pessoas ou até mesmo não nos apegar a uma história da internet, nos apegamos, e centenas de vezes nos perguntamos porquê simplesmente as pessoas desistem. Desistem da família, daquela história postada na internet, do garoto que gosta e que ele também gosta, de um filho e de tantas outras coisas que é difícil numerar. Porém, não sentimos nada ao falar isso, ao saber que as pessoas desistem, assim como nós, mas sofremos ao saber quando desistem de nós.
Não queremos aceitar que a pessoa que mais amamos simplesmente não liga, se estamos bem ou mal, ou se o cachorro que temos desde o cinco anos, morreu. É difícil aceitar a vida, por mais que digam que isso vai acontecer, nunca estamos necessariamente preparados e preferimos fugir desses assuntos, esquecer que um dia eles irão de fato a acontecer. É, o medo também sempre nos acompanha. Achamos que um coração quebrado demais, não aguentará mais uma decepção, principalmente se for aquele menino que tanto sonhamos, ou a menina, claro. Mas sabe, não vale a pena ficar com neuras, e medos de tentar, pois se for assim, nunca aproveitaremos, perderemos oportunidades por puro medo!
A decepção é inevitável. Pode tentar fugir, querer mudar, querer não ser decepcionado. O velho clichê de "querer não é poder" é a mais pura verdade, quando posto em prática. A Lei de Murphy está aí para nos provar isso: se parecer que algo vai dar errado, com quase toda certeza vai. E a decepção vem em seguida. A solução para isso é saber que é assim que se vive: sempre esperando as surpresas do dia de amanhã. Pode ser que venham decepções, pode ser que venham alegrias. Tudo pode acontecer, você só precisa estar preparado para cada coisinha, e agradecer todos os dias por ainda ter vida para carregar todas essas lições por bastante tempo. 
A única certeza que temos na vida é que sempre teremos a nos mesmos. Ninguém nunca será eterno em sua vida além de você. Ame a si mesmo acima de tudo. Você pode se controlar para não decepcionar a si mesmo, e eu tenho certeza de que será bem mais feliz assim. Confie no que faz, confie que você é capaz. Quando você aprender a consertar seus próprios erros, engolir o choro depois de suas próprias decepções, aí sim. Aí você estará pronto para viver a vida.
Nota: Quem nunca se decepcionou com aquelas coisas mais irrelevantes que a vida nos apresenta? Choramos, nos perguntamos o porquê de tudo isso, para depois de um tempo perceber que tudo tem um motivo. Aí nos libertamos dessa mágoa, decidindo finalmente ser feliz. Até a próxima!
 



Não queria os seus lábios agora - claro que eu queria, mas deixa eu concluir-, não queria seu sorriso, ou seus olhos nos meus, apenas queria o seu abraço, essa sensação de lar, que só você me trazia.
Eu tinha 16 e você tinha acabo de fazer 15, era o seu aniversário, sua mãe tinha feito uma grande festa e você estava morrendo de vergonha de toda aquela atenção em cima de você. Eu fiquei com ciúme de todos aqueles babacas que puxavam você para dançar, e mesmo não gostando de beber, me encostei naquele balcão e só parei quando os meus olhos estavam turvos e eu não consiga mais ver aqueles imbecis olhando sua bunda. O engraçado, é que mesmo odiando toda aquela bebida na festa, e o fato que eu tivesse bebido, você me envolveu em seus braços, cuidou de mim, brigou comigo, me deu banho e dormiu comigo, me concedeu o lar, que hoje me lastimo tanto em ter perdido. 
Sinceramente não por que ando tão nostálgico, mas por que todos os dias sinto saudade da sensação de pertencer que você me trazia. Os caras tão rindo de mim. Eu costumava ligar, agora não mais. Admito que sou tudo o que eles dizem e um pouco mais. Me pergunto todo os dias por que diabos ainda me importo. Só que dizem que não mandamos no coração, então não posso simplesmente falar para o meu parar. Estou um pouco desesperado. Querendo pegar um avião e te encontrar, mas eu sempre penso na possibilidade de você ter encontrado outro alguém, talvez até melhor do que um dia eu jamais seria. Também sei que todas as ligações e chamadas no skype nunca serão o suficiente, principalmente por que elas parecem diminuírem cada mais. Quando você pegou aquele maldito avião, disse que era para mim seguir em frente, mas, seguir em frente nunca foi uma opção para mim. Ta, certo que eu posso ter ficado bêbado umas 10, 20 vezes e ter pegado outras 30 meninas e ter ligado para você todas as vezes depois, mesmo com o horário diferente. Muitas vezes me declarei, repetindo inúmeros ''eu te amos'' e percebia que não lembrava o que você havia dito e fingia que também não lembrava que tinha dito ''eu te amo''. 
Mas depois dessa semana cansativa e nenhum sorriso verdadeiro, tudo o que eu queria o conforto do meu lar. Lar este que você levou com você naquele maldito avião.

Nota: Feliz Páscoa! Comeram muito chocolate? Eu ainda to comendo! Bem, fazia um tempo que nosso menino não dava as caras, mas é por que ele tava trabalhando demais e não teve tempo de colocar suas melancolias para fora. É só eu que tenho uma extrema curiosidade de saber pra onde essa menina foi?! E se eu fosse ele, já tinha pegado esse avião há muito tempo.


                                                                         








Vi essa tag no blog Livros, a Janela da Imaginação, que assim como todas nós, entrou no ritmo da estreia de Insurgente. E como amante de tags que sou, não poderia deixar essa passar

                                    Amizade - Uma amizade literária verdadeira 
(sim, essa edição é maravilhosa)

Em relação a amizade, o primeiro livro que passou na minha mente foi Harry Potter, pois a saga se desenvolveu muito nesse lado de amizade e família com todo as complicações do mundo mágico.

                                               Audácia - Um personagem esquentadinho 

Não poderia colocar outro esquentadinho no lugar de Travis Maddox. Simplesmente, sou apaixonada por ''Belo Desastre'' e pelo jeito durão de Travis. Gente, esse homem, sem comentários. (Por que eu não posso casar com um personagem?)


                                                Franqueza - Um personagem sincero 


Em ''Em Chamas'' Johanna aparece pela primeira vez e causa com o seu show de sinceridade, seja no livro como no filme.



                             Abnegação - Um personagem que sempre está pensando no próximo





No caso de ''Como eu era antes de você'', não é que Lou não pense sempre no próximo, mas no livro trata apenas da relação dela com Will, e durante o livro vi uma entrega muito grande dela para ele, parando muitas vezes de pensa em si para pensar nele. E isso eu considero uma forma de abnegação.



                                                 Erudição - Um personagem inteligente




Assim como o personagem, Colin, considero ''O Teorema Katherine'' um livro bem inteligente, apesar de as vezes me deixar cansada. Colin é pura inteligência, sendo um garoto prodígio, e vemos durante o livro sua capacidade de criar diagramas e equações (que eu nunca vou entender). 


                        Divergente - Um personagem que pode ter várias personalidades. 



Alasca Young, sempre será um mistério para mim! Ela é audaciosa e ao mesmo tempo preza as amizades, entre várias outras coisas;



Nota: Saudades de fazer nota! Mas ultimamente os posts tem sido maiores e ai bate aquela preguiça de fazer nota. Bem, começamos abril muito bem, com vários posts, graças a este feriado maravilhoso. Em relação a essa tag, eu particularmente gostei muito, principalmente por que nos últimos meses falei muito sobre Divergente e essa nova febre.