Passarinhos cantam.
O vento bate contra o meu rosto.
Sinto saudades de casa,
de tudo o que eu era,
e hoje não sou mais.

É tudo tão ridículo,
tenho vergonha de mim mesma,
e de quem um tempo me entendeu.

As amarras machucam meus pulsos.
Eu só queria ser livre.

Encontrar o meu amor,
há tanto tempo perdido.

Mergulhar fundo, recuperar a pedra preciosa.

Encontrar seu sorriso novamente.




                                                                         


Deixe um comentário