E não chega!
                                                                     (Via Pinterest)

É engraçado como há 5 anos eu achava que te conhecia, descobri que estava tremendamente enganada. Acredito que talvez até saibamos a nossa essência, mas o nosso "eu" sempre será um total desconhecido. Mesmo assim não escapamos de decepções ou grandes surpresas.
Você, com a carinha inchada e  um sorriso gentil era a face do mulherengo quando nos conhecemos no ensino médio, sempre dando um jeito de roubar um beijinho de alguém. Apesar de o coração ser vagabundo, nunca te quis colado na minha boca, te quis colado na minha vida como bom amigo que tu é. Então se passaram os anos e nós mudamos tanto. O seu sorriso já estava recheados de história e meus olhares te diziam tanta coisa.
Te acolhi de peito aberto em noites tempestuosas, onde não sabíamos como seguir. Você, me consolou e deu cafuné quando minha mente já não era mais minha. Houveram outros amores e paixões, canções e suspiros desperdiçados. Mas desde o inicio era você, aquele que tiraria meu chão como um terremoto e me embebedaria de sentimentos antes nunca descobertos. Foi a nossa conversa mansa sobre estrelas e mundos paralelos que levaram a colisão dos nossos lábios, afogados um num outro como se sentissem sede por nós. O nosso corpo entrelaçado em lençóis amarrotados de um jeito tão colado que nunca imaginei que seriamos. Nos perguntamos que porcaria tinha acontecido e rimos sem parar, mas decidimos que tinha sido bom, como uma loucura de melhores amigos que precisava ser escrita. O problema é que não foi só uma noite. A nossa loucura acabou se tornando uma grande confusão e todas as saídas com amigos se tornaram desculpas para beijos intermináveis e um ciúme que nunca pensei em ter de ti, nem você de mim.
Então brigamos feitos idiotas, discutimos sobre tantas coisas e acabamos não resolvendo nada, foi nesse período que descobri que não conhecia você, não conhecia seu lado amante que adorava meu corpo e todas as pintas que nele existem, não conhecia tua insegurança ou em como ficava fofo quando pedia um beijo meu. Nesse período aprendi que existia outra face minha, uma que imaginei que nunca teria, pois sempre ria dos meus amigos apaixonados e cheios de apelidos. Por isso, tudo isso é muito engraçado. Minha vida deu um loop de 360 graus e me encontrei nos braços daquele que nunca imaginaria está.


Nota: Fazia um tempo que não tínhamos um texto tão romântico, mas o romance bateu na minha porta e resolvi escrever esse texto. Espero que tenham gostado. 



  

Deixe um comentário