Preciso calar a boca para ser aceita na sociedade? Preciso ser considerada louca por falar a verdade que doí e não a mentira que conforta? Preciso ser um objeto da sociedade? Tenho que ser alienada? Perguntas que possuem respostas, mas que são escondidas aos olhos de quem as precisa, dos olhos da sociedade, que se aliena cada vez mais, aceitando migalhas dos seus verdadeiros direitos.
Migalhas, passamos a vida recebendo migalhas, pobres, dão todos pão-de-lo, entupindo cofres e mais cofres, dos fissurados que gozam na cara dos tolos, que se satisfazem com meias palavras ensaiadas, eu não, e um monte de gente, temos que engolir garganta a dentro palavras e palavras. Pelo direito podemos falar, nos expressar, mentira! Somos forçados a viver numa faça onde verdade é esculpida pela mentira, faça-me rir, estamos sendo controlados como robôs, e aqueles que se desligam, são considerados loucos, vândalos, drogados, não é isso que passa na sua televisão? Não é esses gritos por justiça que são tampados com caixas de som, que não dizem nada.
Tenho que me calar, e está propicia a qualquer momento levar um tiro na testa? Você não quer isso, certeza, mas continua aceitando a impunidade, continua defendo os engravatados, merecedores de ver o sol quadrado, os bandidos fantasiados de moralistas, enquanto você trabalha, sofre, eles riam, comem, bebem, fumam, gastando o dinheiro que falta em seu bolso em cada mês, não comemos nada mais que o vazio, iludidos que aquilo é o que podemos pagar, quando não si é nada. Sofremos sem motivo algum, lutamos pela liberdade por direito, estamos cansando de faças, estou cansada da minha própria farsa, de falar, falar e não ser escutada, estamos no século vinte um, tempos de revoluções já passaram, mas agora parece que o crescimento e a ganância está nos destruindo, você está vendo tudo isso, não finja que é normal.
          Pode pensar que só falei, falei e falei e que não faço nada, mas todo dia que acordo penso na palavra justiça, e mesmo que o mundo esteja no seu fim, espero que isso aconteça. Sou gente, sou ser humano, mereço respeito, minha pátria merece respeito, merece luta, lutas que no passado aconteceram e agora terão que acontecer de novo, e se hoje somos loucos, inconsequentes, drogados, amanhã não seremos, ou você acha que na década de 60 seus ídolos eram aceitos?

Nota: Perceberam que entramos nessa onda de falar a verdade? Pois então, não aguentava tanta verdade entalada na minha garganta, acho que ninguém mas aguenta, temos que transformar essa desordem e regresso em ordem e progresso, afinal essa é a nossa casa.

                                                            


Deixe um comentário