Rindo solta, gargalhando sozinha. Por quê? Não faço a menor ideia. Estou com aquela dita felicidade que não se sabe o motivo, igual a tristeza. Essa felicidade pode ser falsa, pode acabar em um segundo, no outro posso está chorando. Mas quem liga?
          Momentos bons e ruins existem, mas agora é o presente, não devo, nem quero me preocupar com o que aconteceu no passado e o que acontecerá no futuro. Quero apenas viver, e não me importa com o amanhã. Quero que essa alegria se espalhe, percorra cada fibra do meu ser. Quero viver tudo o que me resta. Quero ser hoje, não amanhã. Sairei por ai, com malas, pouco dinheiro, e uma esperança percorrendo meu corpo.
         Enfim apenas quero agarra essa felicidade e tornar-la presente, mesmo que seja sem motivo, não, minto, tem motivo. Estou viva, e esse mundo por ai está me aguardando. Algum dia tudo que quero será realidade. Até aprender a nadar quem sabe?
       Tenho que parar por aqui, estou pensando muito no amanhã e não no hoje, vou sair e viver um pouquinho, você também deveria fazer isso.
                                                                      


Um Comentário

  1. Felicidade sem qualquer motivo é a mais pura felicidade existente.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir