Eu odeio você! Sinceramente, nunca pensei que podia não gostar tanto de alguém. Você jamais poderá ser uma boa amiga. Você só me procura quando quer me infernizar. E, ainda por cima, só vem pra me fazer chorar. Ah, você é muito egoísta! Fico horrorizada quando você vem me ver. Traz, consigo, músicas de partir o coração. Sempre que me visita, traz as lembranças, e com elas os bons momentos, e com eles as minhas lágrimas. Você não tem pena de mim? Não vê que eu sofro quando você se aproxima? 
             Você só me faz pensar que nada no mundo pode ser bonito. Veja, eu não preciso de você. Eu não quero sua presença, não quero que você queira ser minha amiga. Eu quero você distante. Entendeu bem?! Não quero mais nem sombra sua, nem de suas fieis companheiras - solidão e tristeza. Eu não gosto de nenhuma de vocês. Dá pra entender que não quero mais?
              Vai embora, e leva contigo todo o mal que está em mim. Leva pra sempre toda a dor que um dia me causou. Tira de mim a tristeza que se instalou desde que você chegou. Não, eu não gosto de você. Sim, é pessoal. Não fique triste, não. Eu só quero que você vá infernizar a vida de outro alguém, a minha não. Ah, e por favor, quando você sair, não feche a porta. Aproveite e chame meu amor de volta.
              Oh, saudade, eu realmente odeio você. 

N/A: Oi, lindos! Desculpem-me pelo texto curto, mas o fiz na hora da aula. Espero que gostem, também. Foi um momento meio louco meu e saiu isso. Quando estava passando pro blogger, tentei deixá-lo menos confuso. Acho que deu certo, rs. É isso, até o próximo post. xoxo,


Deixe um comentário