(Foto by Isabelle Maciel)

Titulo: "Extraordinário"
Autor: R.J Palacio
Editora: Intrínseca
Skoob
Número de Páginas: 320
Lido até: 145
Acabamento: Brochura
Profundidade: 1 cm
Largura: 16 cm
Altura: 23 cm
Tradutor: Rachel Agavino
Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer  os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.




   Oi, adormecidas. No blog Livros, a Janela da Imaginação , vi um post super legal, e achei interessante trazer para vocês. O post se trata da sua opinião sobre o livro que você está lendo, se está gostando ou não, os melhores quotes e etc.
   Durante essas últimas semanas peguei o livro Extraordinário da autora R. J Palacio, e estou apaixonada. O livro é dividido em partes, cada parte é um personagem narrando a história do seu ponto de vista. Primeiramente vemos August, depois sua irmã Via, depois Summer, Jack, que foi onde eu parei, mas existem outras partes depois da parte do Jack. O interessante do livro ser dividido em partes, e que não se prende apenas ao que Auggie sente ou ver, mas também o que outras pessoas sentem e acham sobre tudo o o que passa ao seu redor. Mas em nenhum momento foge do foco da história.
    É comovente ver o dia a dia, de Auggie, é como se fizéssemos uma viagem para outro corpo, e vivêssemos o que Auggie passa, desde os momentos bons até os mais tristes, parece que sentimos na pele todo aquele preconceito. Por que apesar de todos os anúncios, protestos, etc, o diferente incomoda, e provavelmente sempre vai incomodar. E lendo o que Auggie passa e sente, é como se nós fossemos ''o esquisito''.
    ''O esquisito'', ''e.t'', é um dos inúmeros apelidos que Auggie recebe quando pela primeira vez entra no colégio, no 5° ano, até então Auggie era ensinado pela mãe, Isabel, em casa. Até isso, Auggie não tinha esse contato tão direto com tantas pessoas. Ele sabia desde então que seria difícil, que as pessoas olhariam para ele e afastariam o rosto por um segundo, para depois colocar um sorriso falso na face.
   Até agora estou seguindo a trajetória do livro e estou amando, tenho uma leve ideia que algo de diferente vai acontecer para reforça mais essa ideia de comoção e aceitação da sociedade.

Melhores Quotes:
"Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil" Pág. 55 

"O legal de crianças pequenas é que elas não dizem coisas para tentar magoar você e, mesmo que às vezes façam isso, não sabem o que estão falando. Quando elas crescem, por outro lado... sabem muito bem o que estão dizendo." 

"Disse palavras gentis, que, eu sabia, eram para me ajudar, mas palavras não vão mudar meu rosto." Pág. 67 "Esse preceito significa que deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais que tudo. Mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós. São como os monumentos que as pessoas erguem em honra dos heróis depois que eles morrem. Como as piramides que os egípcios construíram para homenagear os faraos. Só que, em vez de pedra, são feitas das lembranças que as pessoas têm de você. Por isso nossos feitos são nossos momentos. Construídos com memorias em vez de pedra."Pág. 72
       Separei os quotes da primeira parte de Auggie, para vocês descobrirem mais sobre o personagem principal.

 Primeira frase da página que você parou:
   "Eu me lembro de tê-lo visto pela primeira vez em frente á sorveteria Carvel, na Amesfort Avenue, quando tinha uns cinco a seis anos."Pág. 145

        Estou adorando o livro, e espero acabar com uma boa mensagem para a minha vida. Espero que tenham gostado do post! Comentem o que acharam. Quem já leu, o que acharam do livro, quem não leu também. Em breve a resenha de Extraordinário aqui no Adormecidas.

                                                            



   


Deixe um comentário