Hoje está tudo tão claro, tão certo, você está comigo. Há tanto tempo eu não era tão feliz, e hoje parece que tudo faz sentido, porque você voltou para mim. Meu sorriso se faz tão presente! Antes faltava algo, talvez um pedaço de mim ou do meu coração. Hoje motivos para sorrir são tão simples.
           É tão fácil, a gente percebe que a felicidade é algo muito simples, alcançada através de pequenas coisas, Talvez até ridículo de tão simples. Algum tempo atrás pareciam platônicos, nada fazia sentido. Mas agora faz!
           E lembro você voltando, todo descabelado pedindo desculpas, com um café e um muffin da Starbuks. Lembro como se fosse a coisa mais marcante e ao mesmo tempo mais banal do mundo, tão simples e tão verdadeiro.  Simples como a chuva ou o pôr do sol.
           Sol, calor, chuva, frio, tudo combina com você, você e eu. O seu sorriso, aquele único com aquelas covinhas que invadem suas bochechas, as suas loucuras, o formato do seu rosto. É tão puro, tão “você”... Mas não é só isso, a sua beleza não é nada comparada a pessoa que você é. Quase chega a ser perfeito... Um menininho perdido na pele de um homem. Nada de “o mais popular”, ou algo parecido. Seu jeito tímido, cativa muito mais. Até o seu andar, tímido e engraçado. Tão fofo, nem vou falar do seu coração... Talvez seja a coisa mais linda que você tem – ops... Falei - Na verdade até a sua teimosia é linda, a sua cara de bravo.
           Tenho que admitir que você quase chega a perfeição... Quase, porque um dia derramei lágrimas, lágrimas essas que quebraram meu coração... Defeitos e mais defeitos, mas acho que se você não os tivesse, não seria você, até porque hoje não existem mais lágrimas, apenas um sorriso sincero, afinal, esses defeitos o tornaram único para mim.
-Confuso, clichê, sonhador, mas sincero.

                    
 


Deixe um comentário