Espero não morrer de amor por você até o final da carta.
São tuas palavras, tão certas quanto teus sentimentos, que me fazem questionar como consegui viver tanto tempo sem ter teu olha sobre mim. Difícil pensar em você sem pensar nos teus elogios fáceis, sem pensar na tua atenção e na tua educação. Pensei que não fosse ser tão simples, mas me apaixonei tão rápido e perdidamente que chega a ser assustador. Sentir a sua respiração na nuca, perceber o seu perfume quando chega perto - como se fosse preciso... teu perfume é inconfundível há metros de distância! E eu ainda não sei como vivi tanto tempo sem você. Além de namorado, é melhor amigo. É meu confidente, é meu companheiro de viagem. Guarda meus segredos e me ajuda a realizar meus sonhos. Onde você esteve esse tempo todo?
Sei que ás vezes faço birra. Sei que fui difícil quando tudo que você queria era me matar de amor. Mas como me entregar á alguém que fazia tantas promessas? Tinha medo de ser incerto. Foi quando percebi a confiança que você tinha em mim, mais do que tinha em si próprio. Foi o momento exato que vi suas apostas em mim. Quando você disse que aceitava tudo, até ser só meu amigo, mas não queria sair de perto de mim. E eu ri disso, porque nenhum homem que gosta de uma garota é capaz de apenas ser amigo. Mas você foi tão calmo, tão firme, tão certo de si. Foi do jeito que eu gostaria que fosse. Ainda me pergunto se você tem algum tipo de poder telepata ou coisa do tipo. Acho que não preciso nem agradecer por quando você disse que enfrentaria o mundo ou todos por mim, comigo. E não precisa vir com todos esses elogios. Não seriam você e eu se eu não tivesse certeza de todos os teus sentimentos. Não seríamos nós se não houvessem brigas, e principalmente, um pouco de birra da minha parte. E eu amo você, da cabeça aos pés. É só uma questão de tempo para podermos nos entregar ainda mais. Estamos só no início do início de nossas vidas, nossas vidas. E, quer saber? Que se foda. Eu quero viver o resto dessa vida com você. Sim, essa é pra você.

Algumas verdades que eu devo dizer sempre a você.
Lua.

N/A: Eu juro que eu não consigo parar de me apaixonar ainda mais e mais por essa série. Eu não consigo me controlar, e estou toda hora escrevendo sobre esses dois, na voz desses dois. Eu tinha o intuito de que Lua e Navi fosse o tipo de série que qualquer um pudesse se identificar, mas, me diga você, onde encontramos uma Lua ou um Navi para ser nosso par ou até mesmo melhor amigo? Meu coração está descompassado e não sei se vou me controlar para escrever mais um pouquinho na voz deles. Jesus, me ajuda!


Deixe um comentário