Esse papel branco, é por que o livro é da biblioteca, e a minha mão rabiscada não é pesca,
 são as minhas respostas pra comparar com as pessoas da minha sala. 

Sinopse: 

Entrar em um relacionamento não estava nos planos de Nora Grey. Pelo menos até a chegada de Patch. Seduzida por seu sorriso despretensioso e pelo olhar que parece enxergar através dela, Nora se sente incapaz de pensar com clareza.
É quando uma sucessão de acontecimentos assutadores começa a cercá-la. Enquanto isso. Patch parece surgir em todos os lugares e mostra que sabe absolutamente tudo sobre sua vida. É impossível decidir entre atirar-se nos braços dele ou fugir do perigo que o ronda. Na busca de respostas, Nora se aproxima de uma verdade ainda mais avassaladora que seus sentimentos por Patch. De repente, ela está no centro da eterna batalha entre anjos caídos e seres imortais - e quando chegar a hora de escolher um dos lados, a decisão errada poderá custar sua própria vida.


Faz exatamente 2 anos que coloquei Sussurro na minha lista, por indicação de um professor que disse que ia me emprestar e nunca me emprestou. E cá estou eu, sofrendo de abstinência, na bela espera que a minha reserva de "Crescendo" seja liberada na biblioteca.
Mas agora vamos para a resenha. Vamos dividir por partes. Primeiro vou falar sobre a mitologia que a Becca trabalhou em cima da angeologia. Achei super criativa, com ela se preocupando com os mínimos detalhes, como o fato das cicatrizes das asas terem um ponto de ligação com a história de Patch, como é imposto...bem, eu acho que isso seria um baita spoiler. Resumindo, adorei como ela trabalhou todo o lado da angeologia e conseguiu trazer um mistério sem uma solução óbvia. 
Apesar de que quando vemos a capa (que por sinal é lindíssima) e sabemos o tema, pensamos que o livro vai ser bem "dark". Eu até imaginava que seria mais "dark" que Fallen. Mas não, pelo menos para mim. O livro perde esse lado tenebroso, pelo o humor, que deixa a escrita mais leve, e é colocado nos lugares precisos. 
Os personagens principais, não são nada depressivos, e agem com naturalidade e são cômicos, o que é o caso de Patch, que apesar de ser a "representação do perigo" para Nora, tem o seu tom de humor malicioso, que fica testando ela, como se gostasse de vê-la com vergonha (Mais um homem que nunca vai casar comigo!).
O que eu gostei também foi que a Nora, não descobre que o Patch é um anjo caído por deduzir ou ir na biblioteca, apesar que ela faz uma rápida pesquisa no Google e chega a se perguntar. -  E já eu me pergunto, por que essas personagens entre tantas possibilidades, pensam que as pessoas tem laços sobrenaturais? - Mas a forma concreta como ela descobre faz muito mais sentindo e não fica com aquela negação de : Você só pode ta mentindo pra mim. 
Os personagens secundários são bem desenvolvidos e fazem toda a diferença na história, e já ouvi alguns spoilers que uma certa amiga será uma peça importante nos próximos livros. 
A dinâmica entre o Patch e a Nora tem uma forte tensão sexual, e é engraçado de ver as investidas dele. E eu tenho que dizer: o primeiro beijo demora! Mas quando vem é lindo, e logo depois dele vem uma informação bem impactante e um dos quotes que eu mais amei, - mas que não achei.
Uma parte importante é ação, que foi super bem desenvolvida, junto com a mitologia, e algumas coisa aconteciam e eu ficava: mas gente...como assim? 
Sinceramente não tem como fazer uma resenha sem muitos spoilers, então estou segurando os meus dedos para não contar tudo que ocorre no livro. 
O que eu posso dizer sobre o livro é: simplesmente maravilhoso. E é viciante! Sério, se você for comprar, compre logo todos, por que vai ser uma tortura esperar os outros se você não tiver. E é exatamente o que eu estou passando, me segurando com todas as forças para não acabar lendo em pdf. 



Quotes: 


''- Também está com um perfume gostoso - disse Patch.
- Chama-se chuveiro. - Eu estava com o olhar fixo para a frente. Como ele não respondeu, virei-me de lado - Sabão. Xampu. Água quente.
- Nua. Sei como é.'' Pág  46

''- Você acha que eu sou um sujeito mau? 
- Você possui...o corpo de outras pessoas.
Ele aceitou a afirmativa com um aceno de cabeça;
- Você quer possuir meu corpo? 
- Quero fazer muitas coisas com o seu corpo, mas isso não.'' Pág 210 e 211 

''Preciso voltar ao trabalho - disse Patch. Ele me deu uma conferida que demorou um pouco abaixo dos quadris. - Saia de matar. Pernas de matar.'' Pág 126.

''- O veredito? Meu médico é um babaca. Parece muito com um Umpa-Lumba. Não faça esta cara, Da última vez que passou por aqui, começou a fazer a dança da galinha. E não para de comer chocolate. Principalmente bichinhos de chocolate. Sabe aqueles coelhos de chocolate que estão vendendo para a páscoa? Foi o jantar do Umpa-Lumpa. Almoçou um pato de chocolate com uma guarnição de docinhos de marshmellow amarelo amarelo em formato de pintinhos. '' Pág 109

''- Não é verdade - pronunciei as palavras de forma instintiva. Só depois de dizer-las me questionei quanto seriam verdadeiras. Nunca tinha me interresado seriamente por alguém. Isso é assim tão bizarro? - Não tem a ver com os caras. É o...amor. Ainda não encontrei.'' Pág 34.



Nota: Voltei! O mês de Junho foi super parado, por motivos de: me mudei e estou sem internet, e minha mãe não quer que eu encoste no notebook dela. Mas boas novas: Finalmente o meu notebook foi mandando pro concerto e aí eu vou conseguir atualizar o blog sempre. Então mil perdões, mas são coisas que acontecem. Beijos. 


                                                                           




Deixe um comentário