Por que eu não sei ser feliz o tempo todo. Por que eu não sei falar sempre as coisas certas nas horas certas. Por que eu não sei ler mentes, e jamais saberei o que as pessoas estão sentindo sem que elas me digam. Por que eu não sei sorrir se realmente não estiver feliz. Por que eu não consigo agir corretamente se algo estiver me incomodando. Por que não sei terminar o dia sem falar com aquela pessoa que amo. Por que eu não consigo ser aquilo que eu sempre quis. Por que eu não consigo me imaginar no futuro sendo alguém que realizou seus desejos com sucesso. Por que não sei agir de forma desumana vendo um animal sendo maltratado por outro. Por que não sei te tratar de forma diferente que eu trato uma pessoa qualquer - a não ser que você realmente seja muito importante pra mim. A questão é: eu não sei ser perfeita. Já tentei, até. Tentei agradar a tudo e a todos. Percebi, assim, que nunca é suficiente. Sempre esperam mais e mais de você. Esperam que você consiga ser forte o tempo todo, e todos sabem que isso não é possível. Esperam que você segure o choro, fique calada e finja sempre que nada aconteceu. Você, não. Minto. Esperam que eu seja assim, mesmo que todos saibam que isso não é possível. 
           E eu jamais serei o suficiente. Jamais conseguirei agradar a todos. Eu sou um balde de defeitos, mais duas xícaras de chá de choro e um colher de desastre. Estou começando a achar que também sofro de transtornos bipolares. Ou estou estou absurdamente feliz, ou estou quase cortando os pulsos - no sentido figurado, claro. E não sei me controlar. Sou ansiosa demais, também. Quem sabe eu seja apenas uma adolescente em crise. E, na verdade, se eu realmente for, a única coisa que quero é sair dessa fase. Enquanto não, fico aqui, com os sentimentos vagando em mim. E o meu pretérito que eu mesma gostaria de esquecer, só se faz presente, um pretérito nada perfeito. E, agora, a única coisa da qual tenho conhecimento é: Por mil objeções que existam, pelo amor de Deus, meu futuro há de ser suficiente para minha felicidade (por mais insuficiente e insignificante que seja eu). Amém!

Nota: Sinto, realmente sinto muito, se talvez ficou muito melancólico. Não estou num dia bom, e acho que expressei isso muito bem no texto. xoxo,




Deixe um comentário