Senti a necessidade de trazer um post sobre esta série depois que falei de Suits, pois querendo ou não, eu sempre traço semelhanças entre as duas quando estou assistindo a uma ou a outra. A como eu havia prometido, aqui estou eu. Quando eu descobri que tenho a capacidade de assistir séries, passei a dedicar várias frações do meu dia para assistir todas as temporadas incansavelmente. E dentre as minhas descobertas, estava ali, na Netflix, simplesmente esperando por mim para ser devorada: White Collar!


Sinopse

"White Collar conta a história da improvável parceria entre o vigarista Neal Caffrey (Matt Bomer) e o Agente Federal Peter Burke (Tim DeKay). Quando Neal escapa da prisão se segurança máxima para encontrar seu amor perdido, Peter o recaptura e, ao invés de ir para a prisão novamente, o criminoso propõe um acordo: ele dará assistência ao FBI, utilizando toda a sua experi~encia em golpes para ajudar a agência a resolver os casos mais complicados. Peter, então, logo percebe que a ajuda de Neal  e a sua intuição não seriam encontradas do lado dos homens da lei."


Neal é um criminoso, mas não um criminoso qualquer. A série se trata de crimes do colarinho branco, que envolvem roubo de quadros famosos, falsificações de títulos, dentre outra coisas que somente quem é bom pode se dar ao luxo de fazer. E Neal não é apenas bom: ele é o melhor - o que não é exatamente motivo de orgulho para outros (pois para ele é), mas ajuda-o a garantir um lugar ao lado do agente do FBI. Peter também não fica atrás na lista dos melhores; ele fora o único que conseguiu capturar Neal, portanto, sabe de tudo sobre a vida dele. Eles começam a trabalhar juntos, com a condição de Neal usar uma pulseira de rastreamento da polícia.
A partir da ligação que criam, a cada episódio eles têm um novo caso para solucionar e apreender os criminosos. Peter utiliza toda a sua experiência como policial federal e Neal, como criminoso. As temporadas possuem um tema geral, que é solucionado durante todos os episódios, e geralmente envolvem a vida pessoal de Neal - que muito interessa Peter.


Lembram-se das semelhanças que eu citei com Suits? Dentre elas, eu vejo a ligação entre os dois protagonistas. Em Suits, isso não é verbalizado (em White Collar também não, mas podemos notar claramente), mas eles se tornam essenciais um para o outro, quase como se fizesse parte da família. Outra semelhança é a confiança ser sempre algo que é trazido como assunto entre os protagonistas: existe a dúvida, a incerteza se deve confiar ou não, mas eles acabam confiando, e no caso de Neal e, em Suits, Mike, seus chefes são praticamente as únicas pessoas em quem eles confiam. Também existe um certo sentimento de paternidade entre eles, fazendo-os serem tão queridos. E por fim, além de outras características, a forma com que outros personagens vêm e vão, mas os dois principais são os únicos que ficam firmes e fortes, como uma verdadeira equipe. 
Infelizmente a série chegou ao fim em sua sexta temporada depois que a audiência caiu muito e eles resolveram dar um fim à série com uma temporada de 6 episódios, em 2014. Mas, independente disso, White Collar fora uma das primeiras séries que assisti com total emoção e nunca vai deixar de ser uma das minhas favoritas. Indico para o mundo inteiro assistir!





Deixe um comentário