Diferente de todas as adaptações recentes de contos de fadas, Cinderela segue o tradicional, fugindo do tom sombrio ou voltado para o lado bem feminista. Porém, não deixa de ser encantador, com imagens que nos enchem os olhos e faz suspirar.
O filme cai bem tanto para o público infantil quanto para o adulto, pois trás todo o tom fantasioso para as crianças e uma filosofia de vida para os mais velhos.
A história em si não tem nada de surpreendente, mas como boa apreciadora dos contos de fada, gostei muito, acredito que já existem tantas versões que são o inverso dos contos, que o tradicional se tornou o diferente. O que me faz acreditar que as próximas produções da Disney serão do mesmo estilo ou se amarraram no lado feminista, o que eu acredito que possa acontecer com a versão live-action de ''Mulan''.


O visual do filme é sensacional! Olha esse vestido e todos os efeitos! É como se realmente entrássemos em uma época de conto de fadas. É super legal ver o trabalho que eles tiveram com os mínimos detalhes, como no caso do vestido que foi muito trabalhoso de ser produzido. Mas sem dúvida todo o trabalho valeu a pena.

Não poderia acabar esse post sem falar sobre as atuações, que particularmente gostei muito. Lily James consegue dá um tom inocente porém não burro à Cinderela, e Richard trás um tom encantador ao príncipe, com aquele ideal de justiça e verdade. Cate interpreta a madrasta bem, dando aquela ponta de nojo no espectador.


                                                                     


Deixe um comentário