Nunca pensei, que estaria agora aqui.
Nunca acreditei no amor,
este que anda tão despeso pelo mundo.

Não acreditava que uma coisa de tal maneira,
arrebatasse o ser humano,
de uma forma de que cada batimento cardíaco possuía a alguém.
Achava isso uma pura insanidade.

Eu que não sabia,
que o mundo é composto de pequenas insanidades girando em torno de uma só. 
Hoje,
essa pequena-grande insanidade me derrubou,
nocauteou de uma forma que eu não me via mais sem ela.

Quando me lembro da textura de seus lábios rosados roçando nós meus,
meu coração pula,
quando lembro do seu cheiro de amora,
que parece que se impregnou em mim,
percebo que tudo valeu a pena.

Os meus sentimentos estavam guardados em uma pequena caixa,
eu trancava e jogava a chave,
mas esquecia que ela já tinha feito a cópia.


                                                                   


Deixe um comentário