Apesar dos enredos não serem lá essas coisas e até mesmo a produção do filme não ser das melhores, eu devo confessar que gosto muito de filmes que trazem a dança como temática. Talvez pelo fato de gostar tanto disso e não saber dançar nem o famigerado "dois pra lá, dois pra cá", eu assisto muito sobre e na Netflix (e com certeza em qualquer outro site que disponibilize filmes online ou para baixar) existem vários deles, inclusive os meus favoritos, dos quais falarei hoje.

Step Up




Este é, na verdade, uma série de filmes. Para o Brasil, os filmes vieram com o nome de "Ela dança, eu danço" - e esse nome provavelmente você já deve ter ouvido falar. As sequências não têm ligação com o filme anterior, ou seja, você não precisa assistir todos para entender a estória do quinto, por exemplo. Em um filme ou outro só reaparece um personagem do filme anterior e geralmente ele vem trazendo algum ensinamento ou o pontapé inicial para o grande desafio do longa. O primeiro filme - que é com o maravilhoso Channing Tatum - foi o que me fez assistir todo o resto e me apaixonar fortemente por todos. Em todos existe uma competição, um desafio para o grupo, e um casal que lidera-o. Dentre os filmes da lista, é o melhorzinho produzido, e são os meus favoritos - além de outro que falarei depois. Na Netflix, no momento, apenas o 4 está disponível.

Dance-off


Em Dance-off também existe a competição, o desafio para os dançarinos, mas neste caso, existe também um conflito entre os principais: ambos dançavam ballet desde criança, mas o garoto acaba tendo que ir embora e sua vida na dança muda de rumo. Ele começa a participar de outro grupo de dança, fazendo um estilo mais dança de rua, e em uma competição, eles acabam se reencontrando e revivendo todos aqueles sentimentos de antes. É fraquinho, mas tem bastante dança. E se eu não me engano, a menina que protagoniza faz um dos Step Up.

1 Chance 2 Dance


Este aqui é o piorzinho da lista, mas está aqui porque acho muuuito fofo eles dois juntos. Até a dança é menos profissional que dos outros filmes, mas não deixa de ser um filme bom para passar o tempo. A menina, que se mudou para uma nova cidade, ama dançar, mas depois da separação dos pais e da perda do pai que era o único que a apoiava nisso, ela acaba desistindo na dança e focando naquilo que sua mãe quer: passar na faculdade de medicina. Mas uma chance surge na nova escola, com o desafio de vencer a competição com seu novo parceiro.

Footloose: Ritmo Louco (2011)


Eis, então, o meu outro favorito! Este é o de 2011, mas também gosto muito do de 1984. A estória é a seguinte: Ren MacCormack é um típico garoto de Boston que vai morar com os tios em uma cidadezinha de interior, após a morte de sua mãe. Apaixonado por dança, descobre, ao chegar na cidade, que dançar, ouvir música em volume alto ou apresentar atividades obscenas em público é proibido perante uma lei implantada após um grave acidente. A vontade de dançar o faz enfrentar problemas com o reverendo Shawn Moore - pai de Ariel, que se torna o par romântico de Ren -, o principal cidadão a favor da lei, além da sua vontade de ter um baile na escola. É meu favorito devido à produção, à estória, às músicas - eu tenho algumas no celular e sempre que escuto tenho vontade de sair dançando -, aos atores... Enfim, é um filme que todo mundo deveria assistir, se gosta da temática.

StreetDance


Este fora o mais recente que assisti, mas que não deixa de ser bom também. Carly faz parte de um grupo de dança de rua que está trabalhando para a final de um concurso. Ela está em uma ótima fase em sua vida e com o casamento marcado com seu namorado e companheiro de dança, Jay. Contudo, ele acaba largando tudo para participar de outro grupo de dança, terminando o relacionamento com Carly. A partir daí, Carly precisa encontrar um local para dançar e ensaiar com seu grupo; surge, então, a professora de ballet Helena, que oferece o seu salão de dança, com a condição de Carly encaixar a sua turma de ballet no grupo de dança de rua. Este filme é recheado de dança, a todo momento eles encaixam uns passinhos em uma cena ou outra. E não só a dança de rua, mas eles fazem uma mistura com o ballet que ninguém esperava que aconteceria.

The Cutting Edge


Estes não são exatamente dança, mas, sim, patinação no gelo. Coloquei na lista porque, para mim, tal esporte envolve dança. A trilogia é como Step Up: não dependem um do outro para entendê-los, mas também possuem ligação. O primeiro filme é uma patinadora que precisa de um par, e este acaba sendo encontrado em um ring de hóquei, um jogador que sofreu um acidente e não pode mais jogar. O segundo filme, é a vez da filha do primeiro casal, que torna um patinador de manobras radicais em um delicado patinador de gelo; e ela acaba se tornando a treinadora do terceiro casal, um patinador profissional sem sucesso com parceiras e uma jogadora de hóquei. A produção também é boazinha e eu gosto de como os filmes se entrelaçam. Maior sonho seria patinar como eles no gelo.
Obs.: Descobri que o terceiro não é o último da série: ainda existe o The Cutting Edge: Fire & Ice, cuja protagonista é a protagonista do terceiro, que tem que procurar um novo parceiro, pois o seu se machucou e o relacionamento de ambos já não está tão bom assim. Seu novo parceiro era patinador de corrida. O quarto não está disponível na Netflix.

Então é isso, estes são meus filmes favoritos que envolvem dança, mas não necessariamente são os melhores. Gosto deles pelo enredo, pelos personagens; a dança é o foco principal, mas trazem outros eixos para o longa acontecer. Espero que gostem e até a próxima!



Deixe um comentário