Caderno jogado no canto do quarto,
folhas amassadas por todo o lado.
O caos completo...dentro de mim.

Pensamentos abstratos.
Alucinações.
Palavras nem nexo, rodando, rodando,
comprimindo meus globos ao nada.

São apenas palavras.
Palavras estas, que me perseguem.
Sonhos que torturam.
Uma inocência presente e extinta.

Pensamentos fodidos.
Uma mente louca.
Um sorriso paradoxo
Palavras que falam de amor,
quando significam, apenas dor.


Nota: Feliz dia do poeta! Não sou uma, mas acho que um dia como esse não pode faltar um poema, mesmo que seja esse sem sentindo algum. 

                                                         


4 Comentários