Quinta-feira é o dia das estreias no cinema, o dia que mais filmes são lançados e consecutivamente nosso dinheiro indo embora! Então para você que está deitado ai, sem fazer nada, desopila! Junte seus trapinhos e vá para o cinema. Nessa semana houve lançamentos de filmes bem tensos, teve aquela animação que a gente adora, e claro, um tico de realidade.

                             Festa no Céu



                           

Já comentei que amo animações? Pois é, eu amo, e nessa animação com a produção de Guillermo del Toro (que é mexicano, e fez filmes como: Circulo de Fogo, O Labirinto do Fauno), trouxeram essa cultura mexicana, que aparenta ser mostrada muito levemente. Além que estou apaixonada por essa trilha sonora, preciso urgentemente correr para o cinema.

Sinopse: Um grupo de crianças bagunceiras é encaminhado a uma visita guiada ao museu, como "punição" pelo mau comportamento. Lá, uma guia diferente resolve percorrer um caminho alternativo e os apresenta ao "Livro da Vida", que contém todas as histórias. A mais simbólicas delas, baseada nas tradições mexicanas, envolve três mundos. Catrina/ La Muerte é uma adorada deusa ancestral, que governa a Terra dos Lembrados. Ela é a ex-mulher de Xibalba, o governante da Terra dos Esquecidos, um trapaceiro. Em uma visita  à Terra dos Vivos, eles fazem uma aposta. Se a jovem e bela Maria, filha da maior autoridade de San Angel, escolher se casar com o emotivo violinista Manolo, Catrina ganha, e Xibalba passa a governar, também, o Mundo dos Lembrados.



                                              O Juiz


                            


Um drama para nossa lista. Drama esse que há chances de concorrer ao Oscar, apesar de muitos dizerem que a história é clichê. Os críticos estão gostando e dizendo que o filme surpreende. Sou meio suspeita para falar pois já acho o filme digno de um Oscar só pelo cast, mas tem que conferir para saber realmente! Preciso tirar o dia, para assistir esses filmes, e com certeza, chorar.

Sinopse: Um advogado de muito sucesso, Hank Palmer (Robert Downey Jr), volta a cidade em que cresceu para o velório de sua mãe. No local, acaba descobrindo que seu pai é apontado pela pública pela polícia como um dos suspeitos pelo assassinato da mulher. Ele, então, decide defender o pai, que foi ausente na sua criação, no tribunal.


                                                Fúria


                            

Agora ação por aqui. Nicolas Cage é conhecido por seus filmes de ação, que nos deixam pulando na cadeira, a cada cena. E esse filme parece que trás isso. Afinal não se pode brincar com um pai querendo vingança!


Sinopse: Paul Maguire (Nicolas Cage) esteve envolvido durante muito tempo com o mundo do crime, mas hoje ele tenta viver uma vida tranquila, protegendo a sua filha. Um dia, no entanto, a garota desaparece e Paul decide reunir os amigos de antigamente, pegar em armas e se vingar dos responsáveis, líderes da máfia russa.



                                          Na Quebrada


                           

Na Quebrada é um filme nacional, que trás aquela realidade que muitos jovens passam, e que as vezes nem ligamos. Apesar de achar um tema repetitivo, acredito que é sempre bom, dá uma parada e tomar uma dose de realidade.

Sinopse: Baseado em fatos reais, o filme sugere a trajetória de um grupo de jovens de classe baixa, como Júnior, talentoso no conserto de televisões, Zeca, que testemunhou  uma chacina, Joana, garota que sonha com a mãe desconhecida e Gerson, cujo pai está na prisão desde que nasceu. Entre histórias de perdas e violência, eles descobrem uma nova maneira de expressar as suas ideias e as suas emoções: o cinema.

                                       À Queima Roupa


                           

Um documentário nacional, colocando mais uma vez na nossa frente a tamanha violência que nós presenciamos todos os dias, muitas vezes por aqueles que nos deviam proteger, e que infelizmente a sociedade passou a achar normal.  

Sinopse: Partindo da Chacina de Vigário Geral de 1993, o documentário investiga a violência e a corrupção policial praticadas no Rio de Janeiro nos últimos 20 anos. Uma dura apresentação dos fatos brutais mais marcantes por meio de entrevistas com vítimas e familiares, imagens de arquivo e cenas ficcionais reconstruindo a memória dos sobreviventes.



                                                                           

             


Deixe um comentário