Não sei por onde começar. Não sei se seria mais apropriado dizer que amei te reencontrar, ou que o seu cheiro é dos mais perfeitos aromas naturais, ou que o teu abraço é um dos mais confortantes que eu já pude receber. Antes de escrever isso, eu ainda estava parada, pensando em tudo que hoje aconteceu. Mas, agora, finalmente a ficha caiu. Eu te vi, eu te toquei, eu te senti. Pude sentir seu olhar em mim. E o seu sorriso ao me ouvir falar. Senti meu peito encher-se de orgulho só por ter a coragem de, depois de tantos anos, poder te abraçar e te dizer com a minha própria voz, sem interrupções e sem incertezas: "senti saudade". E fora tão intenso, tão certo. Você me dá respostas mesmo que nem saiba as perguntas.
        Agora, não sei o que há comigo, mas quero chorar. Não pela intrusa e desapropriada tristeza, ou pela saudade que volto a sentir. E apesar do dia ter sido maravilhoso apenas por lhe ver ali, mesmo que eu não soubesse o que fazer ao estar frente à você, eu quero chorar porque eu volto a sentir o vazio que antes sentia - sendo que antes nem lhe ver eu havia visto. Quero poder me trancar e pôr pra fora em forma de lágrimas o que eu senti quando te abracei e tive a sensação de que tudo havia sumido. Não havia tempo, não haviam outras pessoas, não haviam problemas nem comentários maldosos. Havia o seu abraço, único e somente. Haviam seus braços envoltos de mim, enquanto você dizia: "como é bom te ver", numa tonalidade de continuação, que eu aposto que lhe faltou coragem para finalizar. Tudo bem, por isso eu o perdôo. 
        E o mais engraçado acontecera depois, com alguns comentários que ouvi e que preferi rir ao invés de rebater. Eu não me importei em te mostrar que eu realmente sentia (e continuo sentindo) sua falta, principalmente agora que sei como é o seu abraço hoje em dia e sei que não é qualquer pessoa que lhe impedirá de expressar o seu verdadeiro sentimento. Eu não me importei em te abraçar com tantas pessoas ali. Já não quero mais chorar. Eu quero gritar. Gritar pra qualquer lugar do mundo, senão todos, que eu amo você. Que eu estou completamente apaixonada, mais do que estava antes. Eu tive essa exata resposta quando fui lhe encontrar e eu tenho certeza de que se eu pudesse me ver no espelho, eu estaria com os olhos brilhando e com as bochechas levemente coradas. Eu pude sentir o teu cheiro e não consigo apagá-lo de minha memória, porque ele é a melhor coisa que eu pude sentir hoje. Obrigada por tudo, principalmente por ser simplesmente você.

N/A: Eu nunca fiz um texto tão sincero quanto esse. Nunca escrevi algo que expressasse tanto o que eu sinto, e que até a foto seja espelho de tudo o que eu sinto - quem me conhece, vai realmente me entender. Eu precisava escrever esse texto, senão não conseguiria dormir. Agora posso. xoxo,




Deixe um comentário